Qual é a importância da poesia em nossa sociedade?

Vivemos em um mundo em que tudo parece ter obrigatoriamente uma funcionalidade bem como uma finalidade, em que tudo parece ter que nos conduzir a bons resultados, a uma ideia de sucesso sempre relacionada a grandes quantidades de dinheiro e a status. Sob essa ótica, a arte pode parecer deslocada: qual é a função, afinal, de contemplar obras de arte, poemas e filmes?

Importância da poesia. Frederico. Autor: Leo Lionn Tradutora: Monica Stahel Editora: WMF Martins Fontes
Autor: Leo Lionni
Tradutora: Monica Stahel
Editora: WMF Martins Fontes

Esse questionamento é trabalhado no livro Frederico. Nele, uma família de ratos-do-campo se prepara para o inverno. Como resultado, a maior parte deles trabalha sem parar para guardar alimentos. Mas Frederico não: ele não se dedica a essa atividade. No entanto, quando o frio chega, ele alegra a todos recitando suas criações, levantando uma reflexão sobre a importância da poesia e da arte. E que bom que cada um pode oferecer o que sabe em prol de todos, não é mesmo? Essa linda história do celebrado autor de livros ilustrados Leo Lionni emociona, da mesma forma que diverte, ao tratar de uma ideia preciosa: o valor inestimável da poesia.

Aqui no Clube Quindim acreditamos muito nessa ideia. Por isso, a poesia faz parte dos livros que selecionamos e levamos às crianças de todo o país mensalmente. Além de Frederico, a seleção de dezembro do Clube Quindim entrega Jardins, uma obra de um lirismo delicado, com poemas escritos por Roseana Murray e belas ilustrações assinadas por Roger Mello. O livro contraria o senso comum que estranha a poesia produzida para crianças e reforça a importância desse gênero literário tão único.


A importância da poesia

A arte entra exatamente como uma forma de provocar a lógica instaurada. Ela alivia, inspira, motiva e emociona. Além disso, mostra que a vida também vale ser vivida quando não é focada só em trabalhar, em acumular dinheiro, em ficar horas longe de quem se ama para desempenhar papéis que nem sempre fazem sentido.

Dessa maneira, o valor inestimável da poesia, por um lado, é o convite à apreciação. Um livro de poemas pede que seja lido com calma, saboreando cada verso, tentando relacioná-lo às suas experiências pessoais, voltando a alguns depois de um tempo. Não é algo que se faz com pressa, mas que exige pausa, interpretação e apreciação.

Por outro lado, justamente porque permite a construção de símbolos e metáforas, porque brinca com ritmos, sons e com a linguagem, enriquece nossa leitura crítica, nossa capacidade de interpretar e nossa criatividade. Para crianças pode ser uma aliada essencial ao aprimoramento da competência leitora. Pode também transportar os pequenos a um outro mundo criador, servir como um convite para que criem os próprios versos, para que transformem em verso esse olhar de mundo já tão poético que a criança tem.

Livros como Frederico e Jardins são importantes pelo choque que geram aos adultos que somos hoje – grande parte de nós sem tempo, estressados, fazendo poucas pausas diárias; uma delas sendo o momento em que escolhemos uma história para narrar aos nossos filhos. Que haja mais espaço em nossa vida para a poesia, e que ela possa estar presente para renovar os valores de nossa sociedade.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *