Seu filho vai mal na escola? Veja 7 razões e como lidar com elas

O ano vai chegando ao fim. E com fim do ano, chega também a preocupação com o temido boletim de seus filhos. Quando ele vem recheado de notas vermelhas e a criança vai mal na escola, as dúvidas são muitas: porque meu filho não está aprendendo a matéria? Será que ficará de recuperação ou, pior, que vai repetir de ano? Como isso vai impactar em sua trajetória escolar? Para entender melhor as razões associadas a essa situação, conversamos com Elizabeth Monteiro, psicóloga, pedagoga e autora de livros como “Criando filhos em tempos difíceis” e “A culpa é da mãe – Reflexões e confissões acerca da maternidade”. Confira a seguir:

  1. É cedo demais

De acordo com a especialista, o primeiro ponto é entender se a escola não está exigindo demais de uma criança que ainda é pequena. “Até os cinco, seis anos, a escola é lugar de brincar. Se está indo mal na escola, estão cobrando dela o que não pode dar ainda”, diz.

  1. A escola não é adequada

Se a criança não quer ir para a escola e não gosta daquele ambiente, algo pode estar errado. Isso pode impactar nos resultados. Vale, neste caso, reavaliar e entender se a instituição é a melhor opção para o seu filho. Elizabeth Monteiro explica: “Não existe escola boa ou ideal, existe aquela em que a sua criança está feliz e consegue produzir”, fala Elizabeth.

  1. Ela está com conflitos em casa

Conflitos em casa que ainda não tenham sido elaborados pelo seu filho podem fazer com que ele vá mal na escola. Os pequenos ainda podem estar diante de uma angústia da separação, ou seja, a dificuldade de estar longe da mãe.

  1. Ele tem medo de errar

Segundo a psicóloga, quando a criança é levada a uma aprendizagem forçadamente quando pequena, pode desenvolver um grande medo de errar. “Diante de um desafio ou uma cobrança, entra em ansiedade. Assim, o pensamento se fragmenta e dificulta o raciocínio para a aprendizagem”.

  1. Pode precisar de uma avaliação médica

Problemas oftalmológicos ou auditivos podem trazer dificuldades na aprendizagem. Se a criança não discriminar bem os sons e fonemas parecidos, por exemplo, sua capacidade de enfrentar o processo de alfabetização pode ser prejudicada. Elizabeth diz que é aconselhável, portanto, fazer uma avaliação médica com seu filho antes de ele entrar no Ensino Fundamental.

  1. Tem autoestima baixa

Elizabeth Monteiro esclarece que, com frequência, pais muito perfeccionistas levam à baixa autoestima filhos que se esforçam para corresponder às expectativas dos adultos. Crianças criticadas em casa, tidas como “burras” ou “preguiçosas”, também podem ter problemas para desenvolver uma boa autoestima, e ir mal na escola.

  1. Tem algum transtorno

Entre as crianças mais velhas, é importante entender se a baixa performance escolar está relacionada a algum transtorno de aprendizagem: “Ela pode ser causada por transtorno de ansiedade, de humor, depressão, um transtorno obsessivo-compulsivo, dislexia, transtorno de atenção com hiperatividade e outros”, explica a especialista. Muitas vezes são causados por motivos hereditários, e precisam de um bom diagnóstico para serem descobertos. Tanto o diagnóstico quanto o tratamento, de acordo com Elizabeth, devem ser multidisciplinares, com a integração de psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos e às vezes psiquiatras.

Como lidar com a criança que vai mal na escola

O primeiro passo, para a psicóloga, é entender a causa dessa baixa performance escolar. Buscar o auxílio da escola, nesse processo, para entender se a criança se integra bem com o professor ou se há excesso de lição de casa, por exemplo, é fundamental. O importante é evitar que essa questão atrapalhe a relação entre pais e filhos, sem brigas, mas com compreensão e ajuda profissional sempre que houver a necessidade.


Quer estimular seu filho para a leitura e oferecer a ele os benefícios que uma boa literatura pode trazer, como o desenvolvimento do pensamento crítico e autônomo? O Clube de Leitura Quindim seleciona os melhores livros para cada faixa etária, com o apoio de um time de especialistas incrível e muito sensível às necessidades da infância. Conheça nosso projeto e ofereça a seu filho a oportunidade de gostar de ler!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *