Prêmio Jovens Talentos da Indústria do Livro: Renata Nakano, cofundadora do Clube Quindim, é umas das finalistas!

Renata Nakano é finalista do Prêmio Jovens Talentos da Indústria do Livro

A literatura infantil ocupou espaço de relevância no Prêmio Jovens Talentos da Indústria do Livro, nesta sexta-feira (31). O prêmio, que está em sua quarta edição, foi criado em 2015 para valorizar profissionais que atuem com inovação e cujas iniciativas promovem crescimento no mercado editorial. Todo ano, cinco profissionais são premiados, e neste ano dois deles atuam com literatura infantil: Gil Vieira Sales, supervisor editorial da Editora do Brasil, que vem realizando importante trabalho na seleção e publicação de obras de literatura infantil, e Renata Nakano, idealizadora e cofundadora do Clube de Leitura Quindim.

A candidatura de Renata Nakano ao Prêmio Jovens Talentos recebeu o apoio dos ilustradores Roger Mello, Renato Moriconi, Raquel Matsushita e Graça Lima e da editora Márcia Lígia Guidin.

Renata Nakano (à esquerda) trabalha com Bruna Parra, profissional que também faz parte do Clube Quindim, e com a filha Clarice, na época com seis meses.

Renata Nakano conta como surgiu o Clube Quindim

Além dos depoimentos desses especialistas, a inscrição no Prêmio Jovens Talentos contou com um memorial, em que Renata ressalta algumas especificidades de seu cotidiano como diretora do Quindim e mãe. Confira um trecho a seguir:

“O Clube de Leitura Quindim surgiu para entregar a literatura de qualidade que não chega aos pais, às crianças, e proporcionar uma experiência à família unindo leitura e afeto. Nesse fazer, que se iniciou em janeiro de 2017, passamos por muitos desafios: o desafio de investidores pessoais sem grandes valores, de pequena estrutura, da curva de aprendizado em áreas como o marketing digital. E também os desafios pessoais. (…) Considero importante descrever aqui os desafios da gestação e maternidade no início de um projeto. Pois se o universo masculino não costuma considerá-los, faço questão de pontuá-los. É nesse momento – em que vou a reuniões com a Clarice no colo, viajo com a pequena a trabalho, participo de mesas na Flip ou na Bienal com ela ao lado, aguardando para mamar, volto correndo de aulas que ministro para amamentá-la – que escrevo este texto. É nesse momento também que falo com maior empatia aos clientes do Quindim, 80% mães, entendendo os desafios para que mulheres tão sobrecarregadas pela jornada tripla consigam ainda ler para seus filhos. Pois se o afeto é o maior formador de leitor, precisamos engajar a família a ler para seus filhos.”

Veja também trechos dos depoimentos dos profissionais que apoiaram sua candidatura:

Renata Nakano e a filha Clarice

“Renata é uma editora elegante, acolhedora, bem formada, sabe escolher bons textos e bons parceiros de imagem, como manda a tradição, mas também moderna, participante e ligada nas muitas e difíceis características de um bom produto para vencer no mercado editorial.” (Graça Lima, autora)

“Renata é antenada com os vários assuntos que envolvem a literatura, desde o aspecto social – levar o livro para o máximo de leitores, escolher um tema relevante para editar um livro etc. – até o aspecto de construção do livro.” (Raquel Matsushita, autora)

“A delicadeza no trato, a elegância, a competência e a dedicação a tudo o que faz fizeram da Renata uma das melhores especialistas nessa área no país. A diferença que ela faz no mercado de livros infantis e juvenis é enorme. Ela opina, dá pareceres, e faz algo fundamental para nós, tão pobres de cultura: Ela é uma das mais enfáticas formadoras de pequenos leitores Brasil afora. O Clube Quindim, do qual é sócia e presença essencial, é uma ação tão bem pensada e formadora que atinge a família toda.” (Márcia Lígia Guidin, editora)

“Como uma das criadoras do Clube de Leitura Quindim, Renata leva essa ideia do livro como força do pensamento das crianças e dos jovens através da estética questionadora, da diversidade da produção nacional e internacional, com atuação elogiada, diferenciada em todos os recantos do país, com repercussão já também mundial na qualidade e dinamismo.” (Roger Mello, autor)

“Minhas conversas com ela ampliaram minha visão como artista e pesquisador. Sua paixão e conhecimento sobre livros são uma inspiração para mim.” (Renato Moriconi, autor)

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *