Qual a escola ideal para o seu filho? Conheça 4 linhas pedagógicas

Escolher a escola ideal para um filho é uma das decisões mais importantes que permeiam a vida da família. Afinal, nesse espaço, ele passará muitas horas todos os dias, fará amigos, entrará em contato com informações e conhecimentos essenciais para seu amadurecimento, construirá sua identidade e chegará mais perto de entender quem é. Justamente por ser uma decisão tão fundamental precisa ser baseada nos valores e nas características da família, e é aí que entra a linha pedagógica.

Para quem não sabe, a linha pedagógica de uma escola estabelece sua metodologia. Ou seja, a forma pela qual os projetos educativos serão desenhados, a maneira como os professores vão se relacionar com os alunos, as avaliações, a disposição do conteúdo. Enfim: todos os elementos que integram o funcionamento de uma instituição de ensino. Há algumas linhas adotadas em escolas brasileiras. Por isso, a seguir o Clube Quindim listou algumas para que você possa estar bem preparado para procurar a escola ideal para seu pequeno. Confira:


Linhas pedagógicas para ajudar na escolha da escola ideal


Construtivista

Nos anos 1980 e 1990, começaram a despontar escolas com essa metodologia no Brasil. Hoje muitas afirmam fazer parte dessa corrente – o que nem sempre se concretiza no dia a dia, por isso vale ficar de olho. O construtivismo é um termo que passou a ser usado na obra do psicólogo suíço Jean Piaget. Essa linha defende que o sujeito seja ativo na construção de seu conhecimento. Assim, nesse tipo de escola, não é apenas o professor que transmite lições e aprendizados, mas os alunos são estimulados a serem autônomos, desenvolvendo perguntas, fazendo pesquisas e criando projetos.

Montessoriana

A educadora e médica Maria Montessori criou um método educativo que privilegia a liberdade e o estímulo para o desenvolvimento físico e mental das crianças. Segundo seu método, criaram-se disposições de quartos infantis apropriadas para os pequenos na escolas. Na pedagogia, defendia o princípio da autoeducação, em que os professores interferem muito pouco, deixando que os estudantes façam suas observações e constatações livremente com o material de apoio.

Waldorf

Rudolf Steiner foi um filósofo austríaco que fundou a antroposofia, uma espécie de ciência espiritual que se constituiria em um caminho para a verdade. Foi, então, a partir da filosofia da educação de Steiner que se criou a abordagem pedagógica waldorf, bastante popular em vários países hoje. Essa linha integra o desenvolvimento físico, espiritual, intelectual e artístico dos alunos. As escolas que a adotam costumam promover grande envolvimento da comunidade familiar, muitas atividades coletivas, têm foco na produção artística das crianças e no desenvolvimento individual de seus alunos. É importante saber que há bastante autonomia para que cada escola crie seu currículo. Portanto é preciso conhecer bem uma instituição waldorf a fim de saber como ela aplica esses princípios.

Tradicional

Na escola tradicional, o professor assume um posto em uma estrutura de hierarquia. É ele quem sabe mais e portanto transmitirá as informações de forma ativa, enquanto o aluno aprende passivamente. Esse tipo de instituição também é chamada de conteudista. Afinal, seu foco principal é o aporte de conteúdo que será transmitido, de modo que o aluno aprenda conceitos essenciais para ter boa performance em avaliações e para que possa tomar decisões quanto à sua formação no futuro.

Artigos relacionados

One thought on “Qual a escola ideal para o seu filho? Conheça 4 linhas pedagógicas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *