Como melhorar a concentração infantil com leitura

Estar presente e focado naquilo que fazemos é um dos maiores desafios do mundo atual. Tudo chama a nossa atenção: o celular que não para de apitar, o blá-blá-blá das redes sociais, o cardápio imenso de filmes que temos à nossa disposição nos serviços de streaming, a televisão com seus inúmeros canais, e por aí vai. Estamos inseridos em um mundo saturado de informações a alta velocidade. Diante desse cenário, desenvolver a concentração infantil e administrar a ansiedade é fundamental.

Se pensarmos que a nova geração de crianças já nasce imersa nesse mundo, e que muitas delas, já na primeira infância, têm seus próprios tablets e celulares, faz-se ainda mais urgente educá-las para se protegerem, oferecendo ferramentas que estimulem sua capacidade de se concentrar e focar em tarefas. Um dos caminhos é investir na leitura, apontada em uma série de estudos como capaz de desenvolver essa competência.

Por exemplo, pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, realizaram um teste, em 2012, em que os participantes deviam ler um capítulo de um romance da autora Jane Austen. Essa leitura devia se dar de duas formas – superficialmente, primeiro, e de uma forma mais crítica depois. Os integrantes do estudo se colocavam dentro de uma máquina de ressonância magnética para ler, a fim de que suas atividades cerebrais fossem monitoradas. Ao final do experimento, os especialistas constataram que a leitura faz fluir sangue para as áreas do cérebro associadas à concentração e à compreensão. Além disso, apontaram que, com o tempo, é possível treinar o cérebro para desempenhar melhor essa atividade, compreendendo mais a leitura.

 

Concentração infantil

No caso específico das crianças, a concentração se faz ainda mais importante por se relacionar com a capacidade de aprendizado. Afinal, para aprender é preciso interpretar, uma ação também desenvolvida e aprimorada através da literatura. Com seus símbolos, imagens e jogos de palavra, os livros descortinam aos pequenos um universo de possibilidades interpretativas, convidando-os a fazer parte da história, tentando entender detalhes dos livros infantis ou imaginar o que não está dito. E tanto a concentração infantil quanto a capacidade de interpretação nunca se fizeram tão urgentes – em tempos de fake news, acirramento de opiniões nas redes sociais e desse boom informacional, o cidadão preparado para os novos desafios precisa estar apto a ler, compreender e identificar os caminhos mais seguros.

Adaptar a leitura para a maturidade de cada criança e para o seu estilo de aprendizado é uma forma de potencializar esse benefício. Quando bebê, você pode fazer gestos que complementem a história dos livros infantis, modular a voz, imitar sons diferentes e apontar as figuras. Com as crianças mais velhas, é possível fazer perguntas sobre o enredo, conversar sobre a narrativa e mostrar que você lê as palavras, de modo a estimular o interesse do pequeno pelas letras. Explorar os outros sentidos do seu filho enquanto lê também pode tornar esse momento inesquecível, contribuindo para que os benefícios da leitura em família se tornem realidade na sua casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *