Como ajudar seu filho a ser um leitor?

É comum escutar dos pais: “Leio tanto e meus filhos não se interessam”, “não entendo por que um se interessa mais pela leitura que o outro” ou “lia tanto e agora nem chega perto”. Há sempre uma dúvida no ar: como formar um leitor?

Primeiro precisamos considerar que quanto maiores são as experiências em torno do livro, da leitura e da palavra, mais sensibilizados ou mobilizados ficamos para eleger a leitura como atividade no nosso dia a dia. Formar filhos leitores contempla inserir a leitura diante das atividades cotidianas e permitir que eles estejam em espaços de leitura e convivendo com outros leitores, mas sem deixar de considerar que ser leitor (da palavra literária escrita e da imagem) é uma escolha, precisamos escolher ser.

O tempo dedicado à leitura também é diferente para cada pessoa e nesse sentido é preciso reconhecer o quanto é comum deixarmos de nos debruçar em torno das narrativas, embora essa situação tem mais a ver com o modo como esquecemos de presenciar experiências de outros leitores e de suas leituras. É comum os leitores passearem pelas livrarias e bibliotecas, se dedicar a buscar informações sobre leituras e autores, assistir encontros que a leitura literária esta em destaque, todo esse movimento nutre a relação com a palavra literária e com as imagens, portanto, com sua leitura.

 

Assista um vídeo do Beto falando sobre a importância da rotina no hábito de leitura

Quando as crianças veem o interesse pelas práticas de leitura dos adultos com quem elas convivem, o valor simbólico que se estabelece na formação delas é potente. Porém, toda boa contribuição para ter efeito e impacto é necessário que seja contínua. Para não ser uma memória de um acontecimento, mas uma ação constante, permanente.

As crianças adoram ouvir histórias. Interessam-se pela palavra literária, pelo conteúdo que elas possuem, pela musica que asembalam, pelos personagens revelados e os acontecimentos que as estruturam. Adoram as histórias pelo conforto e segurança acaloradas ao corpo e à voz dos que possuem afeto. Elas adoram histórias, mesmo.

Acredite!

 

 

Beto Silva é pedagogo e psicopedagogo, mediador, multiplicador de leitura e curador do Clube de Leitura Quindim. Consultor e assessor de projetos nas áreas de leitura, literatura e juventude, já atuou em projetos na educação, cultura, saúde e assistência social. Atualmente é presidente do Instituto Clio – Cultura, Leitura e Juventude e líder de projetos no Insituto Crescer para a Cidadania. É jurado em prêmios e curador na seleção de livros para lista de acervo para empresas públicas e privadas, colaborador em programas, projetos e ações nas áreas de atuação. Criador das páginas virtuais @dedicoaoslivrosqueli e @dedicoaosleitoresquevi.

SalvarSalvar